sábado, 8 de agosto de 2009

um pouquinho antes do parto - outras reflexões sobre o dia anterior


O dia anterior ao do parto, como em todos os outros dias deste mesmo mês, sentia de maneira plena o significado de estar no limite da gravidez... Pernas, pés, andar, respiração... Tudo muito sofrido. Isso sem falar nas dores... Nesse dia finalmente usufrui em dois diferentes estabelecimentos, de prioridade total: Entrei no banco e fui atendida imediatamente; na frente de velhos e idosos (ver a diferença entre velho e idoso na postagem que fala sobre o atendimento preferencial: a senhora do metrô está lá definida como velha) e até de outras grávidas...Estranhei a prioridade total mas usufrui dela, afinal a coisa tava preta. Mais tarde fui terminar o acordo de portabilidade do meu celular (programão de pré parto, não?). E nunca vi uma loja de operadora de telefonia celular ser tão rápida para atender e fazer negócio! Conclusão: estavam com medo de mim. Acho que nenhum estabelecimento quer uma mulher parindo ali...Era essa mesma a sensação que eu devia estar dando, pois no dia seguinte (o dia do parto) descobri que estava sim, entrando aos poucos em trabalho de parto naquela mesma noite.

Bem...O dia foi útil e intenso...Malas arrumadas, um pouco de choro escondido no banheiro por saber que em poucas horas, na madrugada seguinte, já estaria internada e com a minha vida radicalmente modificada. Isso sem falar nos gatinhos Jack e Nick 13... Despedir-me deles homeopaticamente estava sendo realmente dolorido.

Passei bem a noite embora tivesse me levantado diversas vezes com uma dor de barriga incrível, semelhante a uma cólica intestinal que horas depois fui saber tratar-se mesmo mesmo de contração.

2 comentários:

  1. que artezanato lindo, é obra tua?
    Merica

    ResponderExcluir
  2. Oi, vim conhecer seu blog, e desejar boa semana
    bjs

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir